PNAIC retoma atividades – VEJA AS NOVAS INFORMAÇÕES

Neste ano, o programa tem a perspectiva da integração e da interdisciplinaridade como principal foco. Em todo o Brasil, o programa é desenvolvido em mais de 5.400 municípios, formando mais de 300 mil alfabetizadores, a partir de parceria entre municípios, estados, Ministério da Educação e 39 universidades públicas.

Em 2015, o Pacto foi planejado para ser realizado em um número reduzido de meses, em comparação com os dois anos anteriores. O adiamento se deve ao cenário de cortes no orçamento federal, mas, segundo a coordenadora-adjunta na UFMG, Eliane Gazire, “houve a garantia da manutenção do programa porque foi muito bem sucedido e porque os professores pediram e gostariam que houvesse continuidade”. Eliane Gazire ressalta ainda que o trabalho manterá sua qualidade mesmo que realizado em um tempo menor, já que estão sendo realizados planejamentos adequados para garantir o aproveitamento integral das atividades.

Representantes das 39 universidades de todo o país que participam do Pnaic se reuniram em Brasília no mês de julho e acordaram em utilizar três cadernos neste ano de formação. A supervisora do PNAIC na UFMG Valéria Resende, pesquisadora do Ceale e professora da UFMG, explica que os cadernos foram selecionados tratarão, na ordem, dos seguintes temas: currículo e avaliação; a criança no ciclo da alfabetização, abordando a diversidade e a ludicidade; e por último, a integração entre os diferentes saberes na perspectiva interdisciplinar.

Valéria Resende frisa ainda que todos os cadernos contêm importantes relatos práticos dos assuntos discutidos, e que a interdisciplinaridade é eixo central na própria concepção dos cadernos. “Volta-se sempre para algum tema ou assunto de Matemática, da História ou da Geografia. Desde o inicio, mesmo o caderno que foca em currículo já tem relatos de experiências dos professores para todas essas áreas”. Completando um total de 120 horas de formação e com a agenda já programada para todo o ano.

FONTE: CEALE – Centro de Alfabetização e Letramento

Você pode gostar...

Comente esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *