Conheça a Plataforma Integrada do Autista e insira as atividades no cotidiano das crianças autistas

A Plataforma Integrada do Autismo (PIA) é plataforma acessível que contém jogos que auxiliam nas dificuldades de crianças autistas. A plataforma atua como um recurso para desenvolver habilidades que proporcionam ao jogador motivação na busca da superação, estimulando seus aspectos cognitivos e de independência/autonomia. Além disso, a plataforma integra médicos, terapeutas e pais, fornecendo estatísticas e indicadores valiosos sobre o desenvolvimento da criança.

O jogo eletrônico oferece não apenas um conjunto de regras, mas um ambiente interativo com personagens e sons. O jogo passa a ser um facilitador na comunicação e interação com terapeuta/pais e crianças autistas.

Os jogos presentes nessa versão são:

pia2

  • PAULINA SE VESTE PARA A ESCOLA – o jogo mostra a rotina da menina Paulina. O jogo inicia em um dia normal, ensolarado e, a partir dele, trabalha a questão das rotinas com a criança. A ideia por trás deste jogo é que em dias com climas iguais, a criança precise escolher roupas diferentes. E em dias com climas diferentes, a criança precise escolher uma roupa adequada para o clima.

pia3

  • PAULINA BUSCA SEU CHAPÉU – o jogo é quase um brinquedo interativo para a criança. Ela estará livre para explorar o cenário das máquinas, e, onde ela tocar/clicar, um resultado será obtido. A aplicação perguntará, de acordo com a escolha da criança, qual emoção a personagem está sentindo.
  • PAULINA VAI PARA A ESCOLA – O jogo desafia a criança a escolher o caminho mais adequado, de acordo com as instruções recebidas inicialmente.

Esta aplicação elabora relatórios sobre o progresso da criança nos jogos, seus erros e acertos. Informações valiosas para serem usadas de forma a facilitar os cuidados e a terapia. De maneira alguma este aplicativo substitui o papel de um Médico ou Terapeuta, e deve ser utilizado em conjunto com outros métodos para mostrar sua real eficácia.

Links para: Google Play | Itunes

(Texto de divulgação do desenvolvedor) via REAB

Você pode gostar...

Comente esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *