6 Motivos pelos quais não voto em Bolsonaro

Nascido em Campinas, Jair Bolsonaro é um militar da reserva e deputado federal. Está em seu sétimo mandato na Câmara dos Deputados, eleito pelo Partido Progressista. Foi o deputado mais votado do Estado do Rio de Janeiro nas eleições gerais de 2014, com 464.565 votos. Jair Bolsonaro é conhecido por suas posições em defesa da família, da soberania nacional, do direito à propriedade e dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa. (definição disponível no site do pré-candidato)

1. Bolsonaro é a favor da Ditadura Militar e da tortura e incita a violência:  

Em uma entrevista a um programa de TV da emissora Bandeirantes, Jair Messias Bolsonaro disse: “Eu sou favorável à tortura e o povo é favorável a isso também.”  E ainda frizou a necessidade de “fazer o trabalho que o regime militar não fez, matando uns 30 mil”.

2. Bolsonaro é declaradamente homofóbico:

Em entrevistas em 2014, Bolsonaro disse que os gays eram “fruto do consumo de drogas” e que “ter filho gay é falta de porrada”.

E ainda: ”Seria incapaz de amar um filho homossexual. Não vou dar uma de hipócrita aqui: prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí. Para mim ele vai ter morrido mesmo. Se um casal homossexual vier morar do meu lado, isso vai desvalorizar a minha casa! Se eles andarem de mão dada e derem beijinho, desvaloriza” – em 2011, quando deu entrevista à Playboy.

3. Jair Messias Bolsonaro é racista:

No clube Hebraica do Rio, Bolsonaro disse; – “Eu fui num quilombo em Eldorado Paulista. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles”.

Em resposta à pergunta de Preta Gil “Se você se apaixonasse por uma negra, o que você faria?”, o pré-candidato disse: – “Oh Preta, eu não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Não corro esse risco pois meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como lamentavelmente é o teu”. Isso no CQC em 2011.

4. Não entende nada de Economia:

Em entrevista à jornalista Mariana Godoy da REDETV, quando questionado sobre o tripé macroeconômico, o pré-candidato disse que quem iria responder por isso seria quem ele indicasse para o setor de economia e ainda cita que ao fim da Ditadura Militar os militares entregaram o Brasil como a 8ª maior economia do mundo, o que fora corrigido pela jornalista.

5. O pré-candidato é misógino e machista:

Vejam declarações proferidas pelos pré-candidato do PSL:

“Eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”.

“Eu não te estupro porque você não merece ser estuprada”.

6. O pré-candidato não demonstra preparo para governar o país. No entanto ele:

  • É mestre na “arte” de criar confusões, fugir de debates e de não levantar ideias admiráveis e inspiradoras para outros políticos e pessoas em gerais;
  • Fazer uso de um discurso moralista que contrasta com algumas de suas ações;
  • Limitação de conhecimentos gerais, o que é inadmissível naqueles que desejam usar a faixa presidencial;
  • Apresenta visão ultrapassada do mundo de hoje.

Comente esta postagem

1 Resultado

  1. jeova oliveira disse:

    um abraço a todos os brasileiros , queremos mudança hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *