Brincadeiras simples para desenvolver coordenação motora das crianças

Que brincadeiras simples posso ensinar aos meus filhos?

Não há espaço para citar todas elas, mas podemos falar sobre algumas que exercem o papel de desenvolvimento nas habilidades motoras da criança.

Produção de pães (fictícios): sabe aquela famosa massinha que todos nós já brincamos um dia? Então, esse material oferece uma textura própria para que os pequenos amassem, enrolem, puxem, desfaçam e criem o que eles desejam. O trabalho exercido com os músculos das mãos é imenso. A criança, geralmente, distrai-se tanto que nem percebe o exercício que realiza;

Amarelinha: quem nunca brincou de amarelinha durante a infância? Todos nós sabemos como a atividade nos dá um maior controle das pernas, impulsionando o equilíbrio e a psicomotricidade em geral;

Pega-pega: a clássica brincadeira é uma das práticas mais benéficas para o corpo da criança. Os próprios movimentos já falam por si;

Pular corda: ideal para trabalhar a força dos membros inferiores, importantes para a locomoção;

Dedoches: os fantoches usados nos dedos (para teatro, encenações) são excelentes para a própria coordenação motora, mas também exercem um papel muito interessante, pois eles são responsáveis pela associação de palavras com ações coordenadas (onde ocorre a junção dos processos de linguagem ao processamento visual e o movimento dos dedos);

Pintura com tinta guache: a atividade é ideal para a preensão do pincel utilizado e, consequentemente, o fortalecimento das mãos ao pintar ou colorir as imagens;

Colagens: para o resultado final desta tarefa, a criança precisará rasgar, amassar e a manipular o material; impulsionando o trabalho de suas mãos.

Matéria publicada pelo NeuroSaber.

Você pode gostar...

Comente esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *