Contribuições da Psicologia Cognitiva para a Educação

A criança que chega à escola é um indivíduo que sabe coisas e que opera intelectualmente de acordo com os mecanismos de funcionamento mental da espécie humana. É um indivíduo que é membro de um grupo sócio-cultural determinado, que lhe fornece o material cultural sobre o qual vai operar na sua vida cotidiana – desde os objetos concretos até os conceitos, idéias, valores, concepções sobre o mundo e sobre a própria experiência – bem como modos privilegiados de operação sobre esse material. E é um indivíduo absolutamente único que, a partir do substrato biológico representado pelo seu organismo de ser humano e da definição cultural de seu contexto cotidiano, vive uma história pessoal que resulta numa configuração particular de experiências.

A escola onde essa criança chega é – na sociedade letrada e particularmente no contexto urbano, industrializado e burocratizado – um elemento de fundamental importância no seu ambiente sócio-cultural. Tem cano objetivo transmitir um corpo de conhecimentos socialmente definidos como relevantes e modos de operar intelectualmente considerados adequados dentro desse contexto social. Como fazer para trazer cada indivíduo do ponto de partida em que se encontra ao entrar na escola para o ponto de chegada estabelecido pelos objetivos dessa escola é o desafio a ser enfrentado no desenvolvimento do trabalho escolar. (…)

Autora: Marta Kohl de Oliveira

BAIXE O ARQUIVO COMPLETO

Arquivo disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação de Salvador

Comente esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *