Deputados governistas aprovam uso do dinheiro público do Fundeb para escolas privadas

Uma vergonha! Na prática, parlamentares aliados às ideias privatistas de Bolsonaro destruíram o projeto de Fundeb já aprovado antes na Câmara e Senado, o que prejudicará bastante alunos e profissionais do magistério.

O Plenário da Câmara dos Deputados discutiu hoje (10) o PL 4.372/2020 — que regulamenta o novo Fundeb. Na prática, parlamentares adeptos das ideias privatistas do presidente Bolsonaro e Paulo Guedes destruíram o que já tinha sido aprovado antes na própria Câmara e Senado e votaram para que parte do dinheiro público do Fundo seja destinado, a partir de 2021, a escolas privadas. O relator do PL — deputado Felipe Rigoni (PSB-ES) —, em articulação com Rodrigo Maia (DEM-RJ) —, planejaram o golpe contra a educação pública na Câmara.

Isto nunca tinha ocorrido antes e prejudica milhões de alunos e profissionais do magistério de estados e municípios. Parlamentares do PT, PCdoB, PSOL e alguns do PSB, PDT e Rede votaram contra destinar dinheiro do Fundeb ao setor privado. Por outro lado, todos os parlamentares da chamada direita (DEM, Novo, PSC, PSL, PSDB, MDB & Cia) votaram a favor do governo e pela sangria das verbas do Fundo. Continua, após o anúncio.

Rede privada começa levando de forma inconstitucional 10% dos recursos

Pelo que foi aprovado na Câmara, rede privada começa levando de forma inconstitucional e imoral 10% dos recursos do Fundeb. Tal percentual, evidentemente, sairá do piso do magistério, da manutenção das escolas públicas e do atendimento aos milhões de alunos da educação básica de estados e municípios.

Projeto ainda terá que passar pelo Senado.

CRÉDITOS A https://www.deverdeclasse.org/l/deputados-aprovam-desviar-dinheiro-publico-do-fundeb-para-escolas-privadas/

Comentários - Deixe sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *