Instituto Rodrigo Mendes lança plataforma EAD com cursos sobre educação inclusiva

A iniciativa tem como objetivo formar educadores para a implementação de práticas de educação inclusiva e gestores públicos e escolares para atuarem como agentes de transformação

O Instituto Rodrigo Mendes (IRM), em parceria com a Fundação Lemann e com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), estreia em 21 de setembro sua plataforma de Ensino a Distância (EAD) com cursos sobre educação inclusiva. Abadhs e Fundação Grupo Volkswagen também apoiam a iniciativa, como parceiros institucionais do IRM.

A plataforma EAD do instituto tem como objetivo promover a formação de educadores e gestores públicos sobre educação na perspectiva inclusiva em larga escala, ofertando um catálogo de cursos. A plataforma estará disponível em:  https://formacao.institutorodrigomendes.org.br/.

A iniciativa permite a consolidação e a ampliação de portfólio de soluções e estratégias pedagógicas, bem como o fortalecimento da rede de boas práticas. “A plataforma representa mais uma etapa estratégica do nosso ciclo de ações planejadas para que estudantes com deficiência sejam atendidos com qualidade em todas as escolas do país”, diz Rodrigo Hübner Mendes, fundador e CEO do IRM.

“A Fundação Lemann acredita que toda pessoa é uma potência e, por isso, investimos pela promoção da educação pública de qualidade com equidade e inclusão, ou seja, para todos e todas. A plataforma de cursos lançada pelo IRM é um importante passo nesse sentido”, diz Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann.

O primeiro curso da plataforma será “Planejamento pedagógico na perspectiva inclusiva”. Realizado em parceria também com a Fundação Lemann, é gratuito e tem como objetivos levar os cursistas a compreender a importância e todas as etapas do planejamento pedagógico na perspectiva inclusiva e os seus principais atores; conhecer e propor formas de articulação e trabalho coletivo; além de analisar criticamente o processo e adaptá-lo ao seu território e realidade da unidade escolar.

O curso é autoinstrucional, ou seja, pode ser realizado de acordo com a autonomia do cursista. Tem como público-alvo professores, gestores escolares, técnicos e gestores das Secretarias de Educação, e interessados em geral. A formação tem seis horas de duração, caráter reflexivo e está disponível para todo o Brasil, sem pré-requisitos para inscrição. Ao final da formação, o cursista receberá um atestado de participação.

O tema do curso foi decidido depois de uma pesquisa feita pelo Instituto Rodrigo Mendes pela internet sobre quais cursos as pessoas gostariam que fosse oferecido. Planejamento foi um dos mais votados e é essencial para a educação inclusiva, na medida em que permite, desde o início, considerar todos os estudantes.

Educação física inclusiva também é tema de formação da plataforma

Outro curso que estará disponível na plataforma é o “Portas abertas para a inclusão, educação física inclusiva”, que, desde 2018, é ofertado pelo UNICEF e pelo IRM, com o apoio da Fundação Barça, gratuitamente no formato EAD e autoinstrucional.

Sucesso de público, o Portas abertas para a inclusão EAD já ultrapassou a marca de 100 mil inscritos e impactou mais de 800 mil estudantes em mais de 32 mil escolas. A formação é composta por sete módulos que abordam os mais diversos temas da inclusão de pessoas com deficiência na educação: histórico e legislação, acessibilidades, práticas inclusivas e conceitos de educação física inclusiva.

Fonte e foto: Instituto Rodrigo Mendes

Comentários - Deixe sua opinião

Você pode gostar...